domingo, 19 de setembro de 2010

PENA QUE VALE A PENA

Diferente e interessante. Na cidade de Presidente Venceslau, interior de São Paulo, aquele que se envolver em crimes leves poderá optar pelo pagamento de uma pena alternativa: a doação de livros infantis para os cerca de 4 mil alunos das 16 escolas municipais da cidade.
O autor da ideia é o juiz Silas Silva Santos. A doação de livros substitui outras penas como doação de cestas básicas ou prestação de serviços comunitários.
Desde março, 14 acusados doaram 648 livros infantis à Secretaria Municipal de Educação. Serão beneficiados os acusados de violações leves, como calúnia, desacato e outros, condenados a até 2 anos de prisão.
Quem sabe os livros estimulem positivamente não só as crianças que irão receber as doações, mas também os próprios doadores?

Nenhum comentário: