segunda-feira, 13 de setembro de 2010

PERNAMBUCO, CULTURA E ARTE

RECIFE

Visitei algumas cidades de Pernambuco, na semana que passou. Gostei não só de seu litoral belíssimo, como também de tudo relacionado às artes e ao folclore da região.
Esses prédios, tombados pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, se localizam no Recife antigo. Ali também se encontra o Marco Zero, local onde a cidade nasceu, no século XVI. Durante mais de um século, o lugar acima, onde é a Casa da Cultura de Pernambuco hoje, abrigou a penitenciária de Recife. Agora, o que vemos nas antigas celas são inúmeras lojas de artesanato. Uma das celas ainda está intacta como lembrança de “um tempo que não deverá voltar jamais.” Literatura de Cordel: presença forte no nordeste brasileiro.

Sua primeira feitura
Na Europa aconteceu
Tipógrafos do anonimato
Botaram o folheto seu
Pra ser vendido na feira
E assim se sucedeu

Foi Portugal que lhe deu
Este nome de cordel
Por ser vendido na feira
Em cordões a pleno céu
Histórias comuns, romances
Produzidos a granel

...

Foi o Nordeste o local
Que lhe brasileirisou
Nos sertões familiares
Dos sertões onde chegou
Levando alegria ao povo
Pela voz do cantador.

(trecho de A História da Literatura de Cordel, de Abdias Campos)

Casal de Noivos, do artista Elias Vitalino (neto do mestre Vitalino) e Passista, do artista Mário Viana.

INSTITUTO RICARDO BRENNAND

Quando criança, Ricardo Brennand ganhou um canivete de seu pai. Esse presente foi o início de uma vida de colecionador. Brennand foi reunindo facas, adagas, armaduras, objetos de arte vindo de todas as partes do mundo. Construiu dois castelos (há outro sendo construído), no estilo Gótico-Tudor, para abrigar suas preciosidades, muitas delas feitas por artesãos que atendiam aos nobres e senhores feudais entre os séculos XVI e XIX.

Nos jardins, uma réplica de O pensador, de Rodin. À direita, escultura do colombiano Fernando Botero.
OLINDA

Assim que se alcança o Alto da Sé, os meninos de Olinda vêm logo dizer o significado de Olinda: Duarte Coelho teria dito, ao se deparar com o lugar: “Oh, linda visão para se construir uma vila!” Verdade ou não, não dá pra gente negar essa afirmação.

Igreja da Sé, a principal igreja de Olinda.

A Ladeira da Misericórdia.

IGARASSU

A igreja mais antiga do Brasil hoje é a Igreja dos Santos Cosme e Damião, de 1535, declarada Patrimônio Histórico Artístico Nacional.Rua do Sítio Histórico de Igarassu. Não é permitida a mudança na fachada das casas, apenas nas cores.

TAMANDARÉ, PRAIA DE CARNEIROS

Chegando a Carneiros, pelo Rio Formoso, a bela visão da Igreja de São Benedito, do século XVI. Na primeira foto, com a maré baixa, vemos o rio. Na segunda, mar e rio não se distinguem mais.

ILHA DE ITAMARACÁ

O Forte Orange, fotografado da ilha da Coroa do Avião, foi construído em 1631, após a invasão dos holandeses na ilha de Itamaracá.
Em frente à ilha de Itamaracá, fica a Coroa do Avião. Uma pequena ilha, que é um paraíso. Desse lado, o oposto da praia, um vento que, junto a essa visão desértica, passa-nos a impressão de que estamos no fim do mundo!
Lugar perfeito para um descanso, não?

2 comentários:

joelma disse...

Tânia , amei !!!
Espero um dia ter a oportunidade de conhecer esses lugares maravilhosos.
E principalmente ter essa visão que vc tem , de viajar no tempo como vc faz . Observar os detalhes de cada lugar e objetos .
Muito lindo !!!!

Joelma

Severino Rodrigues disse...

Olá, Tânia!


Belas as fotos que você tirou de Pernambuco. Espero que tenha gostado da viagem. Apareça por aqui mais vezes. ;)

Grande abraço,
Severino.